O dérbi bairradino entre o Oliveira do Bairro e o Pampilhosa saldou-se por um empate a um golo, resultado que serviu melhor os objetivos dos Falcões do que dos ferroviários, que não aproveitaram o deslize do Bustelo na luta pelo segundo lugar.
Em casa, o Mourisquense esteve perto de sofrer mais uma derrota, mas Fábio Diogo, perto do final da partida, deu o empate aos Pilatos frente ao Esmoriz.
2-Domingo termina a primeira volta do Campeonato SABSEG. O Oliveira do Bairro desloca-se à Vista Alegre, onde perdeu para a Taça do Distrito de Aveiro. Os locais são a única equipa do campeonato que ainda não ganhou; mudou de treinador, mas os Falcões têm todas as condições para pontuar.
O Pampilhosa recebe o Paivense e, em condições normais, é favorito.
Em jogo de aflitos, o Mourisquense desloca-se a Alvarenga. É um jogo que vale mais do que os três pontos e, caso os aguedenses queiram permanecer no principal escalão, terão de ganhar a um adversário direto.
 
I DIVISÃO
1-Ao vencer na casa da Juve Force, o Mealhada manteve o segundo lugar e, face ao empate do líder São Vicente Pereira, encurtou distâncias para cinco pontos.
Cinco jogos depois, o Fermentelos regressou às vitórias, no terreno do Mosteirô FC, com um bis do inevitável Mendonça.
Na luta pela manutenção, o Oiã trouxe um ponto da Gafanha, e o Antes não evitou a derrota na casa do Beira-Vouga.
O Famalicão, último classificado, continua a sua série negra, ao ser goleado em casa pelo Arrifanense.
2-Prevê-se uma jornada tranquila no fecho da primeira volta. O Mealhada fará a receção ao aflito Beira-Vouga e não deverá ter problemas de maior para conquistar os três pontos.
Em casa, o Fermentelos mede forças com a Juve Force. Se for igual a si próprio, o conjunto de Gilmar Alves pode continuar na senda das vitórias. Mas nunca fiando da equipa de Ponte de Vagos, capaz do melhor e do pior. Também em casa, o Oiã pode dar um passo importante na consolidação na classificação, caso vença o aflito Mosteirô FC.
No Antes-Famalicão, o mau momento dos visitantes, poderá ser decisivo para os locais pontuarem.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-LAAC e CRAC não dão tréguas e repartem a liderança. A equipa de Aguada de Cima, em casa, derrotou o Águas Boas, que deu boa réplica. Já a formação de Parada de Cima, no dérbi concelhio, venceu fora o vizinho Vaguense.
Em casa, o Calvão derrotou o Valonguense e manteve o terceiro lugar. Logo atrás vem o Mamarrosa, que venceu no terreno do Luso (3-2), depois de estar a perder por 2-0.
O Bustos continua a maré negra de resultados. Depois da goleada com o Bom Sucesso, que ditou a saída do treinador Daniel Santos (o seu substituto é Nuno Lourenço, que não teve a estreia desejada), a equipa voltou a claudicar, agora em casa com o Carqueijo, baixando para o sexto lugar, por troca com o Bom Sucesso, que venceu o Santo André.
Depois de quatro jogos sem ganhar, o Paredes do Bairro regressou às vitórias no terreno do Aguinense, agora lanterna vermelha, pois o Ribeira/Azenha venceu no reduto da Juve Force B.
Pessegueirense e Sosense não foram além de um empate a um golo.
2-O CRAC – LAAC é o jogo de cartaz. A liderança pode ser desfeita, ou talvez não, num jogo para tripla.
O Calvão até pode encurtar distâncias, mas terá pela frente um Bom Sucesso moralizado pelas três vitórias consecutivas.
Em casa, o Mamarrosa terá de ter muito respeito pelo Vaguense, que já provou ter bons valores.
O Bustos vai procurar regressar aos triunfos na Azenha e até pode ser bem sucedido.
Em casa, o VN Monsarros é favorito frente à Juve Force B, tal como o Valonguense diante do Aguinense.
Com maiores ou menores dificuldades, a vitória deve sorrir ao Paredes diante do Pessegueirense, ao Sosense na receção ao Luso e ao Carqueijo frente ao Santo André.
O Águas Boas folga.