No arranque da segunda volta e numa jornada em que o Beira-Mar perdeu pela primeira vez e o Vista Alegre somou a primeira vitória, o Oliveira do Bairro, em Bustelo, sofreu a derrota mais pesada da época (4-0). Há dias assim.
No dérbi bairradino, o Pampilhosa venceu com naturalidade o Mourisquense, mas teve de ser igual a si próprio face à réplica do adversário.
2-O Oliveira do Bairro recebe o Mansores. O equilíbrio pontual poderá verificar-se dentro de campo e só um Falcão ao seu melhor nível poderá regressar às vitórias.
O jogo grande é sem dúvida o Beira-Mar-Pampilhosa. Os ferroviários estão a sete pontos do líder do campeonato e, caso ainda sonhem com o regresso às competições nacionais, só a vitória interessa.
Cada vez mais último, o Mourisquense, em casa, joga cartada decisiva frente a outro aflito, o Vista Alegre. Está obrigado a ganhar.
 
I DIVISÃO
1-Sem perder há quase três meses, o Mealhada viu interromper essa série em Fermentelos. Um golo do inevitável Mendonça foi suficiente para a derrota que, mesmo assim, não tirou a equipa de Davide Dias dos quatro primeiros classificados.
Em franca recuperação está o Oiã que, em casa, bateu a Juve Force e subiu ao décimo lugar.
O Famalicão, depois de vários jogos a penar, lá conseguiu um ponto, em casa, com outro aflito, o Beira-Vouga, resultado que mantém os bairradinos na última posição.
O Antes não conseguiu dar sequência à última vitória e perdeu em casa com o Cucujães, adversário que recuperou o quarto lugar.
2-O Mealhada-Oiã centra as atenções da jornada. Com estados diferentes ao que se passou na última jornada, os locais estão obrigados a ganhar, pois a concorrência aperta. Os oianenses não têm nada a perder e irão complicar ao máximo a vida aos mealhadenses.
Na casa do Beira-Vouga, o Fermentelos tem grandes hipóteses de somar a quarta vitória consecutiva.
O Famalicão terá tarefa complicada no terreno do Cucujães, opositor que apostou na subida e que está nos lugares de decisão. O mesmo se aplica ao Antes na casa do líder destacado, o São Vicente Pereira.
A Juve Force, que vai em três derrotas consecutivas, fará a receção à ACRD Mosteirô. Terá de pontuar para subir os níveis de confiança.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-Ao vencer pela margem mínima (2-1) em casa o Mamarrosa, a LAAC beneficiou do empate do CRAC em Águas Boas para reforçar a liderança, agora de cinco pontos para a equipa de Parada de Cima.
O Calvão goleou em casa o Carqueijo e reforçou o terceiro lugar, ficando também mais perto do vizinho CRAC (menos quatro pontos).
Depois de 10 jogos sem ganhar, oito dos quais para o campeonato, o Bustos regressou às vitórias e logo com uma goleada (4-0). Foi em casa diante do VN Monsarros.
No dérbi concelhio, o Vaguense levou a melhor sobre o Sosense.
Depois de três jogos em pontuar, o Luso ganhou em casa ao Paredes do Bairro, sucedendo o mesmo ao Santo André, que goleou o Ribeira/Azenha. O Aguinense continua a desiludir e encaixou mais uma goleada, em casa, frente ao Bom Sucesso.
O Valonguense ganhou no terreno do Pessegueirense.
2-Com o CRAC de folga, a LAAC, caso vença no reduto do Sosense, pode ampliar a vantagem, e o Calvão reduzir diferenças para o segundo, se vencer na Azenha, o que não parece de todo difícil.
Interessante será o dérbi Mamarrosa – Águas Boas. Por jogar em casa, a equipa de Luís Pinho leva ligeira vantagem, mas nunca fiando.
O Bustos tem todas as condições para ir vencer à casa da Juve Force B, tal como o VN Monsarros na receção ao Santo André.
Em casa, o Carqueijo tem boas hipóteses de ganhar ao Aguinense, prevendo-se o mesmo ao Bom Sucesso diante do Pessegueirense.
Se for igual a si próprio, o que muitas das vezes não tem acontecido, o Paredes do Bairro é bem capaz de levar a melhor sobre o Vaguense. O Valonguense é favorito diante do Luso.