O Oliveira do Bairro voltou a perder fora, desta vez no terreno do São João de Ver. A equipa esteve a perder, conseguiu o empate, mas perto do final viu o adversário chegar à vitória.
O Pampilhosa, que perdeu três pontos na secretaria para o Bustelo (havia ganho por 1-0) por utilização irregular de Marc Mucha (tinha sido expulso no jogo para a Taça do Distrito com o Oiã), foi surpreendido em casa pelo Carregosense, ficando assim mais longe dos lugares de decisão, cada vez mais entregues a Beira-Mar e Bustelo.
O Mourisquense, já é sina, até esteve a ganhar, mas acabou goleado no terreno do Bustelo por 4-1.
2-O Oliveira do Bairro tem um jogo crucial em casa contra o Fiães, primeira equipa acima da linha de água. A vitória é importante para aumentar distâncias para os últimos classificados.
O Pampilhosa joga na casa do Macieirense, que está em zona de descida, boa oportunidade para os ferroviários regressarem às vitórias.
O Mourisquense recebe o Mansores e, à semelhança de outros jogos, não tem um jogo fácil.
 
I DIVISÃO
1-A atravessar a pior fase da época, onde já não ganha há quatro jogos, o Mealhada perdeu no reduto da ACRD Mosteirô e também o estatuto que tinha há várias jornadas,  dentro dos quatro lugares que dão acesso à subida, ocupando agora a quinta posição. E Davide Dias, por sua iniciativa, deixou  de ser o treinador.
No dérbi entre Oiã e Fermentelos, as duas equipas fizeram aquilo que têm feito muitas vezes, empatar, já são 8 empates, depois do 2-2 final.
Em casa, o Famalicão foi goleado (5-0) pelo líder São Vicente Pereira, sucedendo o mesmo com o Antes na receção ao segundo, a Ovarense (6-0). A Juve Force colecionou mais uma derrota, a quinta consecutiva, no terreno do Valecambrense.
2-Disposto a dar a volta por cima, o Mealhada, em casa, está obrigado a vencer o Valecambrense para reentrar nos lugares de subida.
Vida muito difícil terá o Famalicão na casa do segundo classificado, a Ovarense. Muitos podem perguntar, por quantos vão perder!
Na casa do aflito Beira-Vouga, o Oiã tem hipóteses de trazer pontos. Já no Fermentelos-ACRD Mosteirô, prevê-se um jogo equilibrado.
Em Paços de Brandão, o Antes pode sonhar com o regresso aos pontos, sendo muito mais complicada a tarefa da Juve Force, em casa, diante do Canedo que, na última jornada, entrou nos quatro primeiros.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-O fecho da primeira volta trouxe algumas surpresas, a mais flagrante foi a primeira derrota da LAAC, e logo em casa, frente ao Paredes do Bairro.
O CRAC venceu o Mamarrosa (2-1) em casa e encurtou distâncias para os aguadenses (5 pontos).
Outra surpresa foi a derrota caseira do Calvão aos pés do VN Monsarros. A equipa de Carlos Cardeira mostrou o bom momento e época que está a realizar. Um dos beneficiados (já é quinto), foi o Valonguense, que goleou na casa do Vaguense. O Bom Sucesso atrasou-se, ao perder no Luso.
O Águas Boas regressou às vitórias em casa sobre o Sosense, e o Santo André tirou a barriga de misérias ao golear a Juve Force B (6-2).
No jogo entre os dois últimos, o Aguinense ganhou e relegou o Azenha para lanterna vermelha.
O Pessegueirense não teve problemas para vencer o Carqueijo.
2-Os três primeiros defrontam em casa equipas do mesmo concelho. A LAAC mede forças com o Valonguense e não pode menosprezar o vizinho. O CRAC deverá levar a melhor sobre o Sosense, tal como o Calvão diante a Juve Force B.
O Bustos joga em Santo André e é capaz de ser bem sucedido, assim como o Luso na receção ao Carqueijo. No Águas Boas – Paredes do Bairro, o resultado pode cair para os dois lados.
Pela rivalidade, o Aguinense – VN Monsarros é de ter em conta, com os forasteiros melhor posicionados.
O Azenha não deverá ter grandes argumentos em Pessegueiro. O Bom Sucesso, em casa, frente ao Vaguense, é favorito. O Mamarrosa folga.