A lotaria das grandes penalidades foi nefasta para Oiã e Fermentelos. Ambos a jogar em casa, os oianenses empataram sem golos no tempo regulamentar com o Alvarenga, mas, nos penalties, os arouquenses foram mais fortes (3-5). Os homens da Pateira tinham, à priori, o adversário mais fácil, o GD Ronda, mas a equipa da Liga de Futebol Popular de Espinho, voltou a ser tomba-gigantes na Taça de Aveiro. Depois de um empate a dois golos, os visitantes foram mais certeiros nas grandes penalidades (1-4).
Em casa, o CRAC perdeu por 2-0 com o Beira-Mar. Apesar da eliminação, os locais deram boa resposta.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-O último campeonato da AFA não parou. A LAAC venceu em casa o Carqueijo e continua líder, alargando a distância para o CRAC (8 pontos), que jogou para a Taça.
O Calvão parece que está a perder terreno ao empatar em casa com o Santo André. O Bustos teve vitória tranquila no reduto do Aguinense, tal como o VN Monsarros no Luso, e o Águas Boas em casa diante do Bom Sucesso.
Em casa, o Mamarrosa evitou a derrota (1-1) nos últimos minutos diante do Paredes do Bairro, e o Vaguense e o Pessegueirense não desperdiçaram o fator casa ao vencerem o Azenha e Juve Force B, respetivamente.
2-Nada de anormal se deverá passar. A LAAC joga na casa do Ribeira/Azenha e é favorita. O CRAC terá de ser igual a si próprio para bater o Bom Sucesso na casa deste. O Bustos também não deverá ter problemas em casa para vencer o Pessegueirense, aplicando-se o mesmo ao Paredes do Bairro na receção ao Sosense, e ao Luso no terreno da Juve Force B.
O equilíbrio poderá marcar o Valonguense – Mamarrosa, que já não contará com Luís Pinho no banco, ele que pediu para sair. O Águas Boas é bem capaz de trazer pontos do Carqueijo.
Pelo seu grande momento, o VN Monsarros, em casa, tem boas hipóteses de somar mais uma vitória frente ao Vaguense.
Por jogar em casa, o Santo André leva ligeira vantagem sobre o Aguinense.
 
CAMPEONATO SABSEG
1-Com duas vitórias consecutivas em casa, o Oliveira do Bairro joga no reduto do Paivense, que com as mudanças verificadas no plantel no mercado de inverno, tem recuperado na tabela classificativa e para o campeonato já não perde há quatro jogos. É, a par com o líder Beira-Mar, a equipa que ainda não perdeu em casa, o que torna ainda mais complicada a tarefa dos bairradinos. Pede-se altíssima superação para contornar este obstáculo, que é, como quem diz, trazer pontos no bornal.
O Pampilhosa desloca-se a Avanca onde mora uma equipa tranquila, capaz de fazer a vida negra aos ferroviários na luta pelos pontos.
O Mourisquense fará a receção ao Fiães, adversário que também está em zona de despromoção. A diferença pontual para os dois clubes é de 12 pontos. Os Pilatos vão tentar de novo chegar à vitória (apenas têm uma) que já lhe foge desde outubro do ano passado.
 
I DIVISÃO
1-Com os dois primeiros a jogar entre si, o Fermentelos recebe o quarto classificado, o Canedo, antagonista que atravessa a melhor fase da época, onde não perde há 10 jogos e vem de seis vitórias consecutivas. A formação forasteira apostou as fichas na subida de divisão, os Leões da Pateira, que também não perdem há nove jogos, vão dificultar ao máximo e, pela amostra das duas equipas, com muitos empates pelo meio, apostamos no empate.
Também em casa, o Mealhada defronta o Argoncilhe, com quem reparte o quinto lugar. Para reentrar de novo na luta pelos quatro primeiros, os bairradinos estão obrigados a ganhar.
O Oiã recebe o Valecambrense e, se jogar ao nível dos últimos jogos, a vitória deverá sorrir-lhe.
O Famalicão joga na casa do Gafanha B, que também não está muito bem classificado. Será desta que os bairradinos regressam aos pontos?
O Antes desloca-se ao terreno do Mosteirô FC, adversário que está em zona de descida. Pontuar, para manter distâncias, será crucial para a equipa treinada por Jorgito.
Com sete derrotas consecutivas, a Juve Force, em casa, diante do Arrifanense, terá de arrepiar caminho, sob pena de cair ainda mais na tabela.