A Moita recebeu o último jogo da fase de grupos entre os líderes do Campeonato Norte/Centro. O Moita Rugby Clube da Bairrada (MRCB) entrou determinado e inaugurou o marcador logo aos três minutos, pontos importantíssimos que elevam a moral dos da casa 7-0 (1-0). Com toda a garra de vencer, nos vinte minutos seguintes o Braga Rugby foi surpreendido de todas as frentes e sofreu mais três ensaios 22-0 (4-0).
Depois de implementar bem o seu jogo, o MRCB é colocado em modo defensivo. Os bracarenses apostam no jogo de contacto e recorrem aos seus penetradores. Contrariamente ao que aconteceu na Sobreposta, a equipa da Moita demonstrou um enorme esforço defensivo e não deixou os visitantes levar a melhor. Entrava no intervalo uma Bairrada dominadora, precisa no ataque e explorando eficazmente as fraquezas do Braga.
No início da segunda parte viu-se um Braga forte, mentalmente preparado para mostrar o seu valor, e não foram precisos cinco minutos para marcar ensaio 22-7 (4-1). Apanhados de surpresa, os bairradinos reagiram bem e tomaram as rédeas até ao fim do jogo.
Equipas fortes fisicamente e com um jogo equilibrado bateram-se de igual para igual nas fases estáticas, com uma ligeira vantagem do MRCB. Os locais fizeram um bom trabalho de casa, conseguindo anular bem os contra-ataques, extinguindo todos os focos de ataque por parte dos visitantes.
Destinados a triunfar, usando bem do jogo interior, sempre com a bola em movimento, e principalmente recorrendo à velocidade, o MRCB marcou mais cinco ensaios, resultado completamente fora de previsão, revelando um jogo dominador, bem planeado e eficaz. Vitória do MRCB por 55-7 (9-1).
MRCB: Maurício Lameiro, Diogo Pini, Alexandre Pires, Jorge Marques, Vasco Gomes, Bruno Almeida, David Tribuna, Miguel Heleno, Miguel Dias, Gonçalo Costa, Dilan Lopes, João Rocha, Flávio Santiago e Henrique Monsanto.
Suplentes: Marco Venâncio, Diogo Bala, Pedro Miguel, Luís Pires, César Duarte, Eduardo Martins, João Pais, Mário Lopes e João Silva.
Treinadores: Honorato Grilo e Marcelo Alves.