No jogo grande da jornada, o Pampilhosa, em casa, levou a melhor sobre o São João de Ver e continua com o sonho vivo de chegar ao segundo lugar. Está a dois pontos do Bustelo.
O Oliveira do Bairro, que já não vence há quatro jogos, perdeu na deslocação ao terreno do Esmoriz, mas manteve-se a meio da tabela.
Em Avanca, o Mourisquense esteve a ganhar (já aconteceu várias vezes), mas acabou por somar mais uma derrota, a 25.ª no campeonato.
2-O Oliveira do Bairro recebe o Alvarenga, adversário praticamente condenado à descida de divisão, e tem tudo para regressar às vitórias.
Na casa do aflito Fiães, o Pampilhosa não pode vacilar e só a vitória lhe interessa para lutar pelo segundo posto.
Em mais um jogo para cumprir calendário, o Mourisquense mede forças em casa com o União de Lamas e a taxa de sucesso deverá ser quase nula.
 
I DIVISÃO
1-Numa jornada que consagrou Canedo e Cucujães nas duas vagas que faltavam na subida de divisão, o Famalicão, que jogou precisamente com o Canedo, saiu vergado a pesada derrota (9-1) e acabou por ver aquilo que há muito se esperava, a descida de divisão.
Em casa, o Oiã voltou a mostrar apetência para fazer a vida negra aos candiatos e derrotou a Ovarense por 3-2.
Numa má fase, o Fermentelos sofreu a terceira derrota consecutiva, desta vez em casa frente ao Paços de Brandão (1-0), golo marcado nos descontos.
Ao invés, o Mealhada, também em casa, ganhou nos descontos, ao Gafanha B, por 1-0.
Na luta pela manutenção, o Antes alcançou preciosa vitória em Argoncilhe e está acima da linha de água.
Em casa, a Juve Force esteve a perder por dois golos sem resposta, mas acabou por dar a volta e atirar o Mosteirô FC para a descida de divisão.
2-Com tudo decidido nas subidas de divisão, o foco das últimas jornadas está centrado nas descidas.
Em casa, o Antes está obrigado a vencer o Arrifanense. Também em casa, a Juve Force tem todas as hipóteses de vencer o já condenado Beira-Vouga e continuar vivo.
O tranquilo Oiã viaja até Paços de Brandão e tem boas possibilidades de trazer pontos na bagagem, tal como o Fermentelos na curta viagem à Gafanha para defrontar a equipa B.
E como não há duas sem três, o Mealhada também poderá trazer o pleno da casa do Mosteirô FC.
O Famalicão recebe o Argoncilhe na esperança de fazer um bom resultado, que é coisa que não tem acontecido.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-A LAAC folgou e viu o CRAC aproximar-se da liderança. A equipa de Parada de Cima goleou no Luso (4-1) e ficou a um ponto da subida de divisão.
A luta pelo terceiro lugar continua viva. O Calvão levou a melhor, em casa,  sobre o Paredes do Bairro; o Bustos conseguiu o mesmo diante do Bom Sucesso. Já o VN Monsarros fez história ao golear por 10-0 o Ribeira/Azenha.
Duas vitórias consecutivas, a última no terreno do Pessegueirense, colocaram o Mamarrosa na sexta posição.
O Águas Boas também venceu fora, no reduto do Vaguense, sucedendo o mesmo ao Sosense na casa do Aguinense, equipa que continua a desiludir.
O Santo André não desperdiçou o fator casa e venceu o Valonguense, enquanto Juve Force B e Carqueijo dividiram os pontos (1-1).
2-Domingo poderá ser dia de festa para o CRAC. Um ponto, diante do Vaguense, será suficiente para uma subida inédita da equipa de Luís Santos. E será que a equipa de Vagos pretenderá participar na festa?
O Águas Boas recebe a LAAC disposto a contrariar algum favoritismo dos homens de Aguada de Cima.
Prevê-se um jogo equilibrado, mas o Calvão deverá levar a melhor na casa do Valonguense. O Bustos também é favorito na deslocação ao Carqueijo.
Em casa, o Mamarrosa tem condições para vencer o Luso, tal como o Paredes do Bairro na receção ao Aguinense. E o Ribeira/Azenha pode sonhar com os três pontos em casa frente à Juve Force B.
A vitória não deverá fugir ao Sosense na receção ao Pessegueirense, adversário que já não ganha há seis jogos.
No Bom Sucesso-Santo André, o fator casa poderá ser determinante, mas os vaguenses têm uma palavra a dizer.
O VN Monsarros folga.