Chama-se “A Toca do Bacalhau” e é o mais recente projeto do chefe Tiago Mota, que elegeu a cidade dos canais, na Rua Conselheiro Luís Magalhães, para homenagear um dos maiores ícones da cozinha portuguesa: o bacalhau.
O nome diz tudo (ou quase) se entendermos a toca como um refúgio, este muito especial, para apreciar autênticas iguarias do mundo de sabores que este peixe oferece. Mas toca, também, porque é assim que se denomina o local onde se pescam os maiores e melhores exemplares deste peixe que já alguém apelidou como a carne do mar.
Entrámos na toca e confirmámos o gosto pela cozinha do chefe de Oliveira do Bairro Tiago Mota, incansável na descoberta  de novas receitas, novos ingredientes, “novas paixões, o bacalhau”, confessa o chefe.
Ligado ao projeto com os sócios Gil Lima e Paulo Marques, o rosto da cozinha deste novo espaço de Aveiro explica o ambiente do restaurante, todo ele numa homenagem à pesca e seca do fiel alimento . “Fizemos uma verdadeira procura de registos fotográficos e espólio do material necessário para a apanha do bacalhau. Queríamos que os nossos clientes tivessem a oportunidade de estar num espaço que falasse por si, que mostrasse todo o processo da apanha e secagem deste produto, tão português”, explica Tiago Mota.
“A Toca do Bacalhau” nasce de um sonho deste chefe – que mantém a ligação forte ao projeto da Cafetaria do Quartel das Artes, em Oliveira do Bairro – em apostar na cozinha quase dedicada em exclusivo ao bacalhau.

 

Ler mais na edição impressa ou digital