O destaque do fim de semana do futebol distrital aveirense vai para a disputa da 2.ª eliminatória da Taça Distrito de Aveiro. E, para as equipas bairradinas, não houve tomba-gigantes, pois, tirando uma ou outra exceção, todas seguem em frente.
O Oliveira do Bairro lambeu algumas feridas do campeonato e goleou em casa o Santo André. O Pampilhosa, frente a outra equipa do concelho de Vagos, na casa do Sosense, também goleou por 6-2.
O Mamarrosa foi à casa do Bom Sucesso e encheu a barriga com seis golos sem resposta. Já o Águas Boas, em casa, frente ao Canedo de outra divisão, foi eliminado, tal como o Antes na receção ao Fiães.
O Bustos vendeu cara a derrota no reduto do Macieirense e, no dérbi aguedense, o Fermentelos, num jogo cheio de golos (7), eliminou o Valonguense.
Como era mais ou menos expectável, o Aguinense perdeu em Mansores; o Carqueijo foi goleado em São Roque e o Paredes do Bairro, em casa, também foi goleado pelo Rocas do Vouga.
Com a mudança de treinador (Augusto Semedo entra e saiu Mico), a LAAC, em casa, diante do Paivense, só vacilou nos penalties, depois de uma igualdade a dois golos.
Com dificuldades inesperadas, a Juve Force, em casa, frente ao Válega, também só passou nas grandes penalidades, após 3-3 no tempo regulamentar.
Também em casa, o Calvão conseguiu o seu objetivo pela mesma via, despachando o Vila Viçosa.
Com algumas dificuldades, o Vaguense ganhou em casa ao União da Mata e o CRAC frente à ACRD Mosteirô. Mais forte foi o Mourisquense que eliminou o Carregosense em casa, adversário do principal escalão.
 
CAMPEONATO SABSEG
1-O Oliveira do Bairro sarou algumas feridas na taça, mas agora a realidade é outra. Em Bustelo, os bairradinos estão obrigados a pontuar, sob pena de continuarem na zona da descida e de, eventualmente, verem os adversários diretos fugir na classificação.
E casa, o Pampilhosa não deverá ter problemas diante do Carregosense.
 
I DIVISÃO
1-O líder Fermentelos não vai encontrar facilidades em Paços de Brandão, adversário que, ao contrário das últimas épocas, está a realizar uma boa campanha. A equipa da Pateira terá de ser igual a si própria para continuar com o registo imaculado.
A LAAC, quarta classificada, faz a estreia de Augusto Semedo como treinador na receção ao Arrifanense, depois da saída de Mico. A equipa de Aguada de Cima é favorita, tal como o Mourisquense em Travanca, frente à EF Rui Dolores, última classificada.
O Calvão não terá pera doce em casa frente ao Alvarenga, opositor que está no terceiro lugar e que apostou na subida de divisão. Um ponto poderá não ser mau de todo.
Em clara subida de forma, o Antes tem todas as condições para pontuar no terreno do São Roque.
Em zona de descida, o CRAC recebe o Mansores, adversário aquém das expetativas para quem apostou na subida. É importante para a equipa de Parada de Cima regressar aos pontos para fugir dos lugares incómodos da tabela.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-Jogos interessantes no regresso do campeonato. A Juve Force joga na casa do Mamarrosa, adversário que ainda não ganhou. A liderança deverá continuar entregue à equipa de Ponte de Vagos.
O VN Monsarros, segundo classificado, desloca-se à Mealhada, antagonista que pretende chegar-se mais à frente. Prevê-se um jogo equilibrado e que pode ser decidido nos detalhes.
A ter em atenção o Valonguense – Famalicão. O primeiro apostou na subida; o segundo quer fazer o melhor possível, quiçá voltar à 1.ª divisão. Apostamos na divisão dos pontos.
O Águas Boas pode aproveitar algum deslize, sendo favorito no reduto do Santo André.
No dérbi concelhio, Aguinense e Paredes do Bairro podem proporcionar um bom espetáculo. Os guinatos estão mais pressionados, num jogo onde o resultado é uma incógnita.
O Bustos não vai ter um jogo fácil em Rocas do Vouga, tal como o Sosense na receção ao Beira-Vouga.
O Vaguense não deverá desperdiçar o fator casa diante do Ribeira/Azenha, e no Carqueijo – Bom Sucesso, inclinamo-nos para o empate.