O Oliveira do Bairro voltou a “patinar” em casa onde sofreu a terceira derrota frente ao Fiães e vai já em quatro desaires consecutivos. A equipa continua mergulhada no penúltimo lugar e, a continuar assim, o futuro será muito sombrio no que diz respeito à manutenção no Campeonato SABSEG. Há muitas lacunas no plantel e que continuam a não ser resolvidas. E, a cada jornada que passa, mais as coisas se agravam.
Depois de três derrotas consecutivas, o Pampilhosa regressou às vitórias, e logo fora, no terreno do Alba.
 
I DIVISÃO
1-O Fermentelos continua imparável. Na receção ao Pinheirense, a equipa de Tó Miguel registou a nona vitória em outros tantos jogos, mantendo-se assim firme na liderança e com cinco pontos à maior para o Vista Alegre.
No dérbi do concelho de Águeda, o Mourisquense derrotou a LAAC e encurtou distâncias (um ponto) para a equipa de Aguada de Cima no quarto lugar. O terceiro continua a pertencer ao Alvarenga, que venceu com facilidade em casa o CRAC por 3-0. A formação de Parada de Cima reparte a última posição com o Pinheirense.
Em clara retoma está o Antes que, em casa, frente ao Calvão, somou a terceira vitória consecutiva (5-2). A equipa mealhadense subiu ao nono lugar está apenas a cinco pontos da zona de subida.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-A Juve Force continua a mandar na Zona Sul. A equipa de António Luís venceu em casa o Rocas do Vouga por 1-0.
O Valonguense empatou a dois golos na deslocação ao Bom Sucesso e perdeu a segunda posição para o Vila Nova de Monsarros. Os vilanovenses ganharam em casa ao Vaguense e estão a dois pontos da equipa de Ponte de Vagos. Excelente início de época da equipa comandada por Carlos Cardeira.
Esta foi uma jornada produtiva para o Águas Boas, que registou a melhor série da época, três vitórias consecutivas. A equipa de Artur Rabiça derrotou, em casa, o Aguinense e subiu ao quarto lugar. Quem ficou mais longe dos primeiros lugares foi a equipa de Aguim, que desceu para a sétima posição.
Depois de duas derrotas seguidas, o Bustos regressou às vitórias e logo com uma goleada (4-0) em casa sobre o Carqueijo.
Quem continua a desiludir é o Mamarrosa, que colecionou uma goleada na casa do Beira-Vouga (5-0) e não sabe ainda o que é ganhar.
Famalicão e Mealhada dividiram os pontos, resultado que não agradou a nenhuma equipa, pois ficaram mais longe das zonas de decisão.
O Paredes do Bairro voltou a ganhar, desta vez em casa diante do Sosense.
Já o Ribeira/Azenha sofreu a quarta derrota em casa aos pés do Santo André. Os ribeirenses continuam iguais à época passada.
TAÇA DE AVEIRO
1-Os campeonatos sofrem uma pausa para dar lugar à 2.ª eliminatória da Taça de Aveiro. Em casa, diante do Santo André, o Oliveira do Bairro tem grande possibilidade de erguer-se com um desfecho positivo, tal a diferença entre as duas equipas.
O Pampilhosa também deverá ter vida fácil no terreno do Sosense.
O Bustos joga na casa do Macieirense, adversário de outra divisão, e isso poderá fazer a diferença, tal como ao Águas Boas na receção ao Canedo. Mas o espírito da taça pode causar surpresas. Na mesma linha apontamos para o Aguinense na visita ao reduto do Mansores e do Antes em casa diante do Fiães, se bem que o bom momento dos locais lhe traga alguma esperança.
Em alta, o Fermentelos recebe o vizinho Valonguense e é favorito, tal como o Vaguense em casa com a União da Mata; o CRAC diante da ACRD Mosteirô; o Calvão contra o Vila Viçosa e Juve Force frente ao Válega.
Frente a um adversário da sua igualha, o Mamarrosa vai tentar seguir em frente na casa do Bom Sucesso.
A subir de forma, o Paredes do Bairro recebe o Rocas do Vouga, do seu campeonato. O fator casa poderá ser determinante, sucedendo o mesmo à LAAC contra o Paivense, que não atravessa bom momento no Campeonato SABSEG, onde é último classificado.
Pelo má fase que atravessa, o Carqueijo não deverá ter grandes hipóteses em São Roque.
O equilíbrio pode marcar o Mourisquense – Carregosense e onde os detalhes podem fazer a diferença.
É bom dizer que os mais pequenos não têm nada a perder e tudo a ganhar.