Fotografia: COF

Ponto final nas dúvidas. Em vez de três clubes, descem cinco na principal divisão da Associação de Futebol de Aveiro. Tudo por causa das despromoções de Pampilhosa e Estarreja, do Campeonato de Portugal, que nesta ronda originaram a queda do Cucujães, e deixam em aberto um quinto lugar de descida, quando faltam três jogos para o final da temporada. E a luta em aberto pode estar confinada a Oliveira do Bairro e Paivense, pois Avanva, Fiães, Carregosense e Alvarenga, todos com 41 pontos, têm mais cinco pontos que os Falcões do Cértima e seis pontos da formação de Castelo de Paiva. E os nortenhos, aparentemente, têm o calendário mais fácil.
Numa das primeiras finais, o Oliveira do Bairro, em casa, frente a um adversário direto na luta pela manutenção, o Paivense, venceu com toda a justiça e ultrapassou o seu adversário na classificação. Um ponto separa as duas equipas, com vantagem para os bairradinos e a luta vai ser tremenda até final do campeonato.
Em Avanca, o Mealhada tentou fazer o seu melhor, mas insuficiente para evitar a derrota por números esclarecedores (3-0).
2-A próxima jornada poderá ser decisiva. As vitórias retiram alguma ansiedade que possa existir, e as derrotas, quando a reta da meta está quase à vista, deixam pouca margem de manobra para a desejada recuperação. O Oliveira do Bairro desloca-se a Cucujães. A equipa da casa desceu na última jornada, nada tem a perder, mas nesta altura o seu estado anímico não deve ser o melhor. A equipa de Tó Miguel só tem um caminho, vencer.
Num jogo entre duas equipas que já desceram, o Mealhada fará a receção ao Romariz. Uma das lutas dos bairradinos é deixar o último lugar. Para que isso ainda seja possível, terão de ganhar.
II DIVISÃO
APURAMENTO. Ao perder de novo em casa (segunda derrota) e não tendo aproveitado o fator casa, apenas um empate, o Famalicão, no fecho da primeira volta, hipotecou seriamente a possibilidade de lutar pelo título, depois da derrota com o Vista Alegre.
No outro jogo, Ovarense e Canedo não foram além de um empate, resultado que serviu melhor as pretensões dos forasteiros, que lideram com 7 pontos.
2-O Famalicão tem pela frente três jogos seguidos fora de casa. O primeiro em Ovar. A Ovarense conseguiu um ponto na Bairrada e, jogando em casa, tudo fará para somar os três pontos. Se a equipa de Lampadinha ainda quer sonhar com um milagre, só a vitória interessa.
Do 2.º ao 6.º lugar. O Fermentelos conquistou importante vitória em Calvão e continua na luta pelo melhor segundo classificado.
Na próxima jornada não tem um jogo fácil, em São Vicente Pereira, sendo que a vitória é o único caminho para aspirar a tal classificação.
Já o Calvão, que ainda não pontuou, joga na casa do líder Mansores, disposto a contrariar o favoritismo dos arouquenses.
Para o melhor 3.º lugar, o Oiã, em casa, conquistou o primeiro ponto, ao empatar com o ACRD Mosteirô a três golos, enquanto que a Juve Force era goleada em casa pelo Mosteirô FC.
Segue-se a Juve Force – Oiã, jogo que tanta polémica deu na primeira volta com a equipa de arbitragem, numa partida em que ambas as equipas irão lutar pelo melhor resultado.
Para o 4.º lugar, o Mourisquense derrotou em casa o Macieirense e assumiu a liderança do grupo, com o Carqueijo a entrar na discussão, depois de vencer fora a EF Rui Dolores.
O Mourisquense defende a liderança na casa da EF Rui Dolores e tem boas hipóteses de ganhar. Um pouco mais difícil será a tarefa do Carqueijo na receção ao Macieirense. Empate em perspetiva!
Para o 5.º lugar, o Bustos deu um ar da sua graça e derrotou em casa o Estarreja B. Segue-se o Paços de Brandão, fora, e como o melhor quinto poderá dar subida, os bairradinos estão obrigados a ganhar.
Para o 6.º lugar, num jogo de loucos, o Mamarrosa venceu fora o Cesarense B por 5-4, enquanto o Valonguense foi goleado em Sanguedo.
O Mamarrosa defronta a seguir em casa o Valonguense e, moralizado, pode voltar a fazer estragos.

O Lorem Ipsum é um texto modelo da indústria tipográfica e de impressão. O Lorem Ipsum tem vindo a ser o texto padrão usado por estas indústrias desde o ano de 1500, quando uma misturou os caracteres de um texto para criar um espécime de livro.

Este texto não só sobreviveu 5 séculos, mas também o salto para a tipografia electrónica, mantendo-se essencialmente inalterada. Foi popularizada nos anos 60 com a disponibilização das folhas de Letraset, que continham passagens com Lorem Ipsum, e mais recentemente com os programas de publicação como o Aldus PageMaker que incluem versões do Lorem Ipsum.