Portugal continental mantém-se hoje sob alerta amarelo da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) devido à previsão de chuva, neve, vento forte e agitação marítima, com ondas que poderão ultrapassar os sete metros.

Segundo a previsão do Instituto de Meteorologia (IM), a costa ocidental será afectada por “ondas de oeste com 5 a 6 metros, aumentando para 6 a 7,5 metros”.

Na costa sul, esperam-se “ondas de sudoeste com 2 a 3,5 metros, aumentando para 3,5 a 4,5 metros”.

Nos Açores, o mar vai apresentar-se “grosso a alteroso”, com ondas de noroeste que poderão atingir 7 metros, ainda de acordo com a informação disponibilizada hoje de manhã pelo IM no seu “site”.

Na Madeira, esperam-se ondas de ondas de noroeste com 4,5 a 5,5 metros na costa corte, e ondas de sudoeste com dois a três metros na costa sul.

Devido à altura das ondas, o IM colocou hoje sob aviso laranja a costa portuguesa.

O aviso laranja, o segundo mais grave na escala do IM, chama a atenção para uma “situação meteorológica de risco moderado a elevado”.

Quanto ao alerta amarelo da ANPC, o segundo menos grave de uma escala de quatro, foi accionado na segunda-feira às 14:00 e vai manter-se até às 20:00 de quarta-feira.

A protecção civil alerta, face às condições meteorológicas, para a possibilidade de piso rodoviário escorregadio, formação de lençóis de água, corte de estradas devido à queda de neve, possibilidade de cheias rápidas em meio urbano e possíveis acidentes na orla costeira.

O alerta amarelo é accionado quando a “previsibilidade de ocorrência de fenómenos, que não sendo invulgares, podem representar um dano potencial para pessoas e bens”, de acordo com a ANPC.

Nestas situações, o dispositivo de protecção civil e socorro reforça as actividades de monitorização e vigilância da situação e intensifica as acções preparatórias para as tarefas de intervenção.

O IM prevê para hoje céu geralmente muito nublado, com abertas a partir da tarde, períodos de chuva, por vezes forte no litoral a norte do Cabo Carvoeiro até ao final da manhã, passando a regime de aguaceiros, e queda de neve acima dos 1400/1600 metros, baixando a cota para os 800/1000 metros ao longo do dia.

O vento será fraco a moderado (10 a 25 km/h) do quadrante oeste, soprando moderado a forte (25 a 45 km/h) no litoral e nas terras altas, prevendo-se também uma pequena subida da temperatura máxima.