O Anadia não podia desejar um melhor final de ano de 2018. Depois de vencer há oito dias em Peniche (0-1), os bairradinos voltaram a jogar fora, nas Caldas da Rainha, frente ao conjunto local, em jogo em atraso da 11.ª jornada, adiado devido ao mau tempo.
Num jogo elétrico e com muito nervo à mistura, o Anadia mostrou a sua qualidade e partiu a louça toda, alcançando a terceira vitória na condição de visitante. Mas o jogo não foi fácil. Se Marcelo Santiago, logo no início da segunda parte (50 minutos), não tem desperdiçado um pontapé de penalty, outro galo cantaria, agravado com a expulsão de Maurício à entrada para o último quarto de hora do jogo.
A equipa conseguiu reagir a tudo e, no final, fez a festa, uma prenda de Natal antecipada, que valeu ascender ao quarto lugar da Série C, em igualdade pontual com o Sintrense e a quatro pontos dos líderes, Benfica e Castelo Branco e Vilafranquense.
A duas jornadas para o final da primeira volta, o Anadia está dentro de todas as hipóteses, se sonhar, por exemplo, de ocupar os dois primeiros lugares, que são acesso ao playoff de promoção. Nesta pausa das festas de Natal e Ano Novo, a maioria das equipas retoca os seus plantéis, sempre olhando para a vertente financeira. Acreditamos que vão haver mexidas, de entradas e saídas, mas só o início de janeiro nos dirá alguma coisa.
Na Série B, o Águeda também vai entrar no novo ano sem grandes problemas ao nível da classificação e, numa série extremamente competitiva, a equipa de Henrique Nunes está a apenas três pontos da segunda posição, ocupada por Lusitano de Vildemoinhos e Lourosa, já que o líder, o Gondomar, tem o caminho livre.
Votos de um 2019 cheio de sucessos desportivos para Anadia e Águeda.